quinta-feira, 1 de julho de 2010

Primeira Pessoa


"Conheço pouco de mim. Porque nada fica imutável. Sou eterna transformação. Sou eterna confluência de rio e mar;
Pouco sei porque desconheço qualquer evidência. Qualquer verdade. Sou em absoluto uma variante. Transito entre o fantástico e o real. Não conheço outra maneira de existir. Figuro entre passado, presente. O futuro, aquele que vejo vindo num cavalo pela janela? Não sei. Sou de poucos fatos. Gosto do imaterial. Por isso também sou do amor. Acredito inventá-lo nos dias de frio.
Aprendi a andar descalço cedo. Descobri a liberdade que existe em caminhar. então também sou feita de estradas. caminhos que percorro por dentro. Vou me bordando conforme o colorido da linha. Penso ser a vida uma enorme colcha de retalhos infinitamente alinhavados. Os que nos deixam, puídos como os panos velhos, vão-se descusturando e deixando ausências.
Não me peça portanto definição precisa. Gosto do mistério. daquilo que nossas almas são feitas. Essência é uma palavra tão bonita! Por isso também não posso. Alinhavo meus quereres e minhas esperanças. Sou feita do pó. do barro. dos imprecisos avanços do sentimento. Dou-me assim, mistura, multiplicidade. Porque minha unidade é o máximo. Ser singular é também ser plural. e isso me inventa segundo todos os delírios. Sou feita e vou refazendo aquilo que em mim dói. A dor são poros por onde transpiram minha escrita. Por isso também sou muda, escrevo na pele qualquer evidência do meu espírito. Uma mudez parada a saborer o gosto das palavras sistematicamente. Acompanho sinais de cegueira absurda, vejo por dentro. oculta-me qualquer desprezar da realidade. meus olhos vêem de longe, ultrapassam qualquer disfarse.
Mas ainda sim, não me peçam definição. Excluo qualquer ponto final, sou das vírgulas e das reticências. Não me cabe em lugares rotulados."

6 comentários:

  1. Você dança como poucos minha amiaga...

    saudades de conversar com vc, espero que esteja tudo bem

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Meu deus que LINDO *-------*

    eu me embebedei agora , de inicio ao fim

    é lindo demais.

    beijos flor :*

    ResponderExcluir
  3. lindo, lindo, lindo!!!!! parabéns por estar sempre tão inspirada... te amo, flor...

    ResponderExcluir
  4. parece melodia, fez meus olhos sorrirem!

    (L)

    ResponderExcluir
  5. resumo em dizer que fiquei sem palavras...
    pura inspiração esse post
    lindíssimo.

    e bom saber que está leve.
    é o que transparece em ti.

    emanando uma espécie de "felicidade cintilante" que se não me engano é coisa que Clarice me ensinou.

    beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi moça =]
    perdoe-me pelo sumiço...

    Fim de semestre é uma loucura.
    Estive meio adoentada... ainda estou com uma réstia de gripe que não me deixa quieta.

    Ah, tantas coisas acontecendo.



    Logo apareço no Msn.


    Espero que esteja bem =]
    Um beijo carinhoso!


    Beijo nos pequenos :)

    ResponderExcluir

Atente-se para o Indizível: